domingo, 17 de julho de 2011

O amor é assim

Estou em dúvida se estou reconhecendo o amor novamente ou se estou na verdade conhecendo o amor. Obviamente que o amor que me põe em dúvida é entre um homem e uma mulher, visto que amo meus filhos, meus amigos, meus familiares.
Percebi e aprendi que há diferentes tipos de amor, porém o que ainda mais causa dor é o amor entre um homem e uma mulher. To aprendendo a lidar com as minhas imperfeições, porque perdoo os erros dos outros, mas os meus erros pra mim ainda são imperdoáveis.
Este tipo de amor, ainda me perturba, me põe em cheque, me magoa e entristece pelo fato de sempre ter que haver provas e a qualquer erro você o perde. É um amor onde não se é permitido errar, porque tudo que se fez até ento é posto por água abaixo. Pior ainda é perde-lo pra si mesmo.
Reconheço que paciência é a palavra chave para a reconquista, para o recomeço, e a minha sorte é que tenho paciência de sobra, o que me faz ter fé e confiança que estou em busca do melhor pra mim, em busca daquilo que me faz sentir um frio na barriga, um arrepio por todo o corpo, que me faz sentir tão bem, que me faça perceber que vale a pena arriscar etentar mais uma vez.